Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Revistas > Edição 29 - Dezembro de 2004
Início do conteúdo da página

Edição 29 - Dezembro de 2004

Publicado: Quarta, 16 de Novembro de 2016, 10h59 | Última atualização em Terça, 17 de Janeiro de 2017, 11h12 | Acessos: 515

Nossos Meios RBC RevDez2004 RBC29

CAPA: Capa: Rodrigo Machado, Hilário Neto, Sandro Laina, Anderson Dias e Ana Carolina Ruas, atletas do IBC que participaram das Paraolimpíadas. Foto: Claudio Vilardo

SEÇÕES:

AGENDA

EDITORIAL

EXPEDIENTE

INFORME

LEITURA

PERFIL: Augusto José Ribeiro

RELATO - Superação de Limites para conquistar um Sonho

ARTIGOS:

O Papel da Universidade Frente às Políticas Públicas para Educação Inclusiva

Autor: Márcia Denise Pletsch

Resumo: O texto tece reflexões acerca do processo de inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais em rede regular de ensino, bem como sistematiza algumas linhas de ação que assinalam o papel da universidade na elaboração de conhecimentos e efetivação de políticas inclusionistas. A inclusão educacional é aqui entendida como uma política que venha a garantir, de fato, o aproveitamento acadêmico e o crescimento pessoal para os alunos especiais incluídos. Palavras-chave: educação inclusiva, políticas públicas, papel da universidade.

Efeitos de um Programa de Intervenção Precoce Aplicado a Uma Criança Cega para Desenvolver suas Aquisições Básicas de Motricidade, Linguagem, Competência Social e Cognição

Autor: Gérson Carneiro de Farias

Resumo: Foram analisados os efeitos de um programa de intervenção precoce para desenvolver as aquisições básicas de motricidade de uma criança cega, usando um delineamento experimental de sujeito único. Os resultados indicam que, com a aplicação do programa de intervenção precoce, houve modificação das aquisições básicas na criança. À medida que o programa se desenvolveu, a criança melhorou suas respostas: 1) adquiriu a postura sentada, a postura ajoelhada, de pé e a marcha com apoio; 2) aumentou seu repertório de palavras; 3) solicitou alimentação e cumpriu ordens, e 4) requisitou a atenção da mãe. Palavras-chave: Intervenção precoce, criança cega, aquisições básicas e sujeito único.

A Importância das Atividades Corporais no Processo de Alfabetização da Criança Cega

Autor: Lúcia Maria Filgueiras da Silva Monteiro

Resumo: Este artigo pretende instigar nos docentes o interesse pela proposta da educação pelo movimento, através de atividades lúdico-criativas, no intuito de colaborar com o sucesso de alfabetização de crianças cegas. Para tal, aborda o papel da família em sua educação, e analisa o sistema Braille no que tange ao início de seu ensino em classes de alfabetização infantil. Sugere algumas atividades corporais que podem servir como meio facilitador da aprendizagem do sistema Braille, as quais podem ser executadas nas aulas de Educação Física, numa abordagem interdisciplinar entre o professor alfabetizador e outros profissionais que trabalhem com atividades físicas.

ATENÇÃO:

Recadastramento

Estamos atualizando nosso cadastro de assinantes. Envie o formulário com seus dados atualizados, caso você queira continuar recebendo a revista.

Fim do conteúdo da página