Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Revistas > Edição 15 - Abril de 2000
Início do conteúdo da página

Edição 15 - Abril de 2000

Publicado: Sexta, 11 de Novembro de 2016, 08h46 | Última atualização em Terça, 17 de Janeiro de 2017, 11h12 | Acessos: 606

Nossos Meios RBC RevAbr2000 RBC15

CAPA: Abertura da nova homepage do IBC.

AGENDA
EDITORIAL
EXPEDIENTE
LEITURA
SAIU NA IMPRENSA

ARTIGOS:

Questão de postura ou de taxonomia? Uma proposta

Autor: Francisco José de Lima

Resumo: O presente artigo discute algumas posturas correntes, porém muitas vezes despercebidas, no trato de pessoas portadoras de limitação visual. Dá exemplo de pessoas que superaram limites e desempenharam seu mister com eficiência e extraordinariedade. Faz um alerta para o perigo da superproteção às crianças cegas, e da idéia de que os cegos têm poderes sobrenaturais. Por fim, propõe mudanças de postura para com as pessoas portadoras de limitação visual, e destas perante si mesmas e o mundo que as cerca, tendo como base a diferença entre limitação e deficiência e a crença na potencialidade e na diversidade das pessoas.

Estudo profissiográfico: o encaminhamento do deficiente visual ao mercado de trabalho
Autores: Marcia Lopes de Moraes Nabais, Carmen Lucia Alves Martins,
Margarida Aguiar Monteiro & Waldemar Gonçalves Galheira

Resumo: Este estudo faz um levantamento de um conjunto de diversas profissões que podem ser exercidas pelas pessoas cegas e de visão subnormal, especificando seus pré-requisitos e suas atribuições, visando auxiliar no encaminhamento profissional do portador de deficiência visual ao mercado de trabalho; faz menção aos atuais recursos ópticos e técnicos que podem ser utilizados na facilitação do desempenho funcional do deficiente visual, e apresenta sugestões e recomendações para viabilização das propostas encaminhadas no estudo.

Recursos didáticos na educação especial
Autores: Jonir Bechara Cerqueira & Elise de Melo Borba Ferreira

Resumo: Os materiais didáticos são de fundamental importância para a educação de deficientes visuais. Este texto pretende definir, classificar e ilustrar alguns destes materiais, além de apresentar recursos disponíveis a partir da utilização de equipamentos de informática.

INFORME:


Seções Braille na Rede de Bibliotecas Populares da cidade do Rio de Janeiro


Equipamentos de informática

PERFIL:

Seu trabalho, sua paixão
Kate de Queiróz Costa

É quase impossível conversar com Kate e não falar de "suas" revistas. Se bem que dá vontade de conversar sobre várias coisas. Essa amazonense é assim: inovadora, jovem, alegre e interessante.

RELATO:

MEC investe alto em informática na educação especial – PROINESP
Antonio João Menescal Conde

A Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação e do Desporto (SEESP/MEC), através do seu Projeto de Informática na Educação Especial (PROINESP), está promovendo a implantação de laboratórios de informática em escolas especializadas no atendimento a alunos com necessidades especiais em diversos estados brasileiros. Com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a Secretaria financia a compra de equipamentos e a capacitação dos professores das escolas contempladas.

FORMULÁRIOS:


Formulário 1
A Fundação de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão do Instituto Benjamin Constant (FAIBC) pretende identificar profissionais e especialistas – atuantes na Educação/Reabilitação das pessoas cegas e de baixa visão – para participarem de suas ações por todo o Brasil.


Formulário 2
Você gostaria de assinar e receber a Benjamin Constant no Sistema Braille?

Fim do conteúdo da página