Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Ex-alunos do IBC participam do quadro Lar Doce Lar do Caldeirão do Huck
Início do conteúdo da página
Notícias

Ex-alunos do IBC participam do quadro Lar Doce Lar do Caldeirão do Huck

Atração dos sábados da TV Globo reformou a casa de Lisandra, que é cega, em Atibaia/SP. Já os ex-alunos do IBC comentaram sobre questões da cegueira, nos estúdios da emissora, no Rio de Janeiro/RJ.

  • Publicado: Quarta, 20 de Março de 2019, 12h30
  • Última atualização em Quarta, 20 de Março de 2019, 15h04
Luciano Huck e Lisandra na APA
Luciano Huck e Lisandra na APA

Lisandra Vellani foi a personagem do quadro “Lar Doce Lar” do último sábado (16), ela é atleta da Associação Paradesportista de Atibaia (APA), ficou cega com 10 anos e está casada há 20 anos. Lisandra escreveu ao programa para conquistar a reforma da casa de sua mãe.

O apresentador Luciano Huck avaliou que a experiência permitiu aprender a “enxergar sobre outro ponto de vista” as expectativas e necessidades das pessoas com deficiência visual. Luciano informou que quase 7 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência visual. O cotidiano “nas cidades é cheio de armadilhas para quem não enxerga”, alertou.lar doce lar dark

O jornalista Marcos Lima e o funcionário público Gilson Josefino, ambos ex-alunos do IBC e a ex-aluna e professora aposentada do IBC, Dark Bulcão (na foto ao lado), foram algumas das pessoas que ilustraram o programa com depoimentos para reflexão.

“Ser deficiente visual em um país em desenvolvimento é ser duas vezes cega”, comentou Dark; “professores (de escolas não especializadas) não sabiam lidar com o cego dentro da sala de aula”, falou Gilson e “cego não me define enquanto pessoa, não diz quem eu sou”, explicou Marcos.

Pela Globoplay podem ser assistidos os vídeos da matéria na íntegra e de como ficou a casa reformada.

registrado em:
Fim do conteúdo da página