Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Conselho Diretor aprova planos pedagógicos dos futuros cursos de educação profissional do IBC
Início do conteúdo da página
Notícias

Conselho Diretor aprova planos pedagógicos dos futuros cursos de educação profissional do IBC

A apresentação dos cursos foi feita pela Comissão de Implantação da Educação Profissional no Instituto, na reunião da última quinta-feira (1º) do Conselho.

  • Publicado: Segunda, 05 de Novembro de 2018, 11h30
  • Última atualização em Segunda, 05 de Novembro de 2018, 12h15
Descrição da foto: montagem com duas fotos.  Abaixo, uma sala de aula com carteiras dispostas em formato de U, ocupadas por 11 pessoas visíveis - cinco homens e seis mulheres. Um homem aparece de pé, ao fundo, bebendo água; na foto acima, a sala é retratada de outro ângulo, mostrando uma mulher à frente de um quadro no qual está projetada uma apresentaçao, sendo observada pelas pessoas instaladas nas cadeiras.
A professora Glauce Gabry apresentou o programa do Curso Técnico em Artesanato.

 

O trabalho de elaboração dos planos pedagógicos foi coordenado pela professora Claudia Lúcia Lessa Paschoal.  Os professores Glauce Mara Gabry, Denis Martino Cota, Márcia Lins Abade e Thiago Ribeiro Duarte fizeram, respectivamente, a exposição dos objetivos  e das grades curriculares dos quatro novos cursos que o IBC pretende implantar no ano que vem: os Cursos Técnicos em Artesanato, Instrumento Musical,  Massoterapia e de Revisor de Textos no Sistema Braille. 

O trabalho Comissão, que contou também com a participação dos professores José Tadeu Madeira de Oliveira e Luigi Amato Bragança Amorim, presentes à reunião,  foi elogiado pelos membros do Conselho.  "Sabemos o esforço que vocês tiveram que fazer para dar conta de um trabalho desse vulto e dessa qualidade em tão pouco tempo e isso só foi possível graças à eficiência com que vocês trabalharam em grupo", disse o presidente do Conselho Diretor, o diretor-geral do IBC, João Ricardo Melo Figueiredo. 

A professora Claudia Lúcia fez questão de elogiar a atuação dos colegas da comissão, que tomaram para si o desafio de estruturar os cursos. Ela também agradeceu, em nome da equipe,  a todos os servidores que auxiliaram na execução, conclusão e formatação do projeto, em especial os diretores do Departamento Técnico Especializado (DTE), Ana Luísa Mello de Araújo, e do Departamento de Educação (DED), Paulo Augusto da Costa Rodrigues, além  da assessora do gabinete, Maria da Glória de Souza Almeida, cujo apoio – segundo Cláudia – foi fundamental para a composição do texto final do trabalho.

Uma vez aprovados, os planos serão levados a Brasília, no próximo dia 8 pelo diretor-geral do IBC , que os irá apresentar em  reunião já agendada na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) especialmente para tratar desse assunto.  "O processo de criação dos cursos passará agora por uma rigorosa análise dos técnicos do MEC, mas nós estamos confiantes de que o nosso empenho será recompensado com a aprovacão de todos eles", disse o diretor.

Os cursos

Com a implantação dos novos cursos, o IBC passa a ampliar de forma substancial a atuação na educação especializada de pessoas com deficiência visual, contribuindo de forma mais efetiva à inclusão delas no mundo do trabalho.  Todos os cursos proporcionarão formacão profissional em áreas que o Instituto, já é referência nacional.  Com eles, a instituição também promoverá a verticalização da sua oferta educacional ao oferecer, além da educação profissional, a possibilidade de o aluno egresso do ensino fundamental continuar no IBC cursando o ensino médio.

Confira abaixo os detalhes dos novos cursos, que terão todos a duração de três anos:

1 -  Curso Técnico em Artesanato Integrado ao Ensino Médio (também na modalidade Educação de Jovens e Adultos - PROEJA);

  • Habilitações - artesão ceramista, artesão escultor e artesão serigrafista;
  • Número de vagas - 18 vagas anuais ( seis para cada habilitação);
  • Carga horária máxima - 3.140 horas (para alunos dentro da faixa etária escolar) e 2.520 horas (para a turma do PROEJA);

2 - Curso Técnico em Instrumento Musical Integrado ao Ensino Médio (apenas para alunos dentro da faixa etária escolar)

  • Habilitações - em piano, violão e guitarra
  • Número de vagas - 12 vagas anuais (quatro para cada habilitação)
  • Carga horária máxima - 3.360 horas

3 - Curso Técnico em Massoterapia, nas modalidades concomitante (para quem está cursando o ensino médio) e subsequente (para quem já cursou o ensino médio)

  • Habilitação - técnico em massoterapia
  • Número de vagas - 16 vagas semestrais
  • Carga horária máxima - 1.880 horas

OBS: o curso permitirá também a realização de capacitações intermediárias em Massagem de Cadeira (560 horas) e Shiatsu (900 horas) que darão ao concluinte um certificado de capacitação e não o diploma de técnico, conferido apenas aos concluintes do curso pleno em Massoterapia. 

4 - Curso Técnico de Revisão de Textos no Sistema Braille, nas modalidades concomitante (para quem está cursando o ensino médio) e subsequente (para quem já cursou o ensino médio)

  • Habilitação - Técnico em Revisão de Textos no Sistema Braille
  • Número de vagas - 20 vagas semestrais
  • Carga horária máxima - 800 horas + 400 horas de estágio supervisionado

Todos esses  cursos técnicos serão voltados exclusivamente para a formação profissional de pessoas cegas, com baixa visão e surdocegas.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página