Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Comunidade do IBC sente a morte do jornalista Marcos de Castro
Início do conteúdo da página
Notícias

Comunidade do IBC sente a morte do jornalista Marcos de Castro

Expoente da profissão e vencedor de dois prêmios Esso de Reportagem,  Marcos foi ledor voluntário do Instituto por quase 20 anos. 

  • Publicado: Segunda, 24 de Setembro de 2018, 07h00
  • Última atualização em Segunda, 24 de Setembro de 2018, 14h28
Marcos de Castro lendo para aluno do IBC na Praça dos Ledores
Marcos de Castro lendo para aluno do IBC na Praça dos Ledores

O jornalista morreu no sábado (22), aos 84 anos, de causas naturais, no Hospital Pró-Cardíaco, onde estava internado há vários dias.  

Mineiro de Uberaba,  Marcos Alexandre de Souza Aranha Mello Mattos de Castro começou a trabalhar como jornalista em 1958.  Ganhador de dois Prêmios Esso de Jornalismo, atuou nos principais veículos de comunicação do País, como Jornal do Brasil, Jornal da Tarde, O Globo, O Dia, TV Globo e revistas Manchete e Veja Rio, dentre outros. 

Licenciado em Letras Clássicas pela Faculdade Nacional de Filosofia da antiga Universidade do Brasil, Marcos de Castro também foi autor e tradutor de livros. Dentre suas principais obras, destacam-se Dom Hélder: Misticismo e Santidade, biografia de um dos maiores nomes da igreja católica no Brasil no século XX, e a tradução da Biografia São Luís, do francês Jacques Le Goff.

Apesar da intensa vida profissional e intelectual, o jornalista encontrou tempo para atuar, com admirável abnegação, como ledor voluntário no Instituto Benjamin Constant, contribuindo para a educacão e o lazer de alunos e servidores cegos da Instituição.  Por isso, a comunidade do IBC, através do seu diretor-geral, João Ricardo Melo Figueiredo, externa profundo pesar pelo seu falecimento.  

  "A grande maioria das pessoas simplesmente passam pela vida; outras deixam a sua marca, fazem a diferença.  Marcos de Castro está nesse segundo grupo de pessoas.  Em seu nome, nós do IBC homenageamos todos os nossos voluntários que, como ele, dedicaram e dedicam parte do seu tempo à causa da educação das pessoas com deficiência visual.  Que a sua família consiga superar tão grande perda", declarou o diretor do Instituto.

Marcos de Castro deixa quatro filhos: Emanuel, Luísa, Lúcio e Mateus, sendo que o primeiro e o terceiro seguiram a profissão do pai. 

O corpo do jornalista Marcos de Castro foi sepultado ontem (23), no Cemitério São João Batista. 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página