Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Divulgado o resultado do I Concurso do Livro Tátil do IBC
Início do conteúdo da página
Notícias

Divulgado o resultado do I Concurso do Livro Tátil do IBC

As autoras do livro Histórias de Ariela são as professoras Cristina Ribeiro de Souza, Sylvia Soares de Souza e Jussara Costa de Almeida.

  • Publicado: Segunda, 10 de Setembro de 2018, 14h20
  • Última atualização em Terça, 11 de Setembro de 2018, 02h18
Descrição da foto: mosaico formado por quatro fotos.  No alto, a foto de um livro feito com tecido de algodão cru, com viés marrom nas bordas, e letras em feltro preto formando as palavras Histórias de Ariele.  No canto inferior direito, um pequeno aplique de girassol feito de feltro marrom ao centro e pétalas amarelas. Abaixo, três imagens separadas de mulheres sorridentes.
O livro foi pensado para atender crianças na fase de alfabetização.

 

A obra tem como objetivo introduzir as crianças dos primeiros anos do ensino fundamental ao mundo da matemática, seja apresentando a relação número-numeral, como as formas geométricas e a contagem do tempo pelos ponteiros de um relógio, dentre outros conteúdos", explica a professora Cristina que, assim como Sílvia, leciona na educação infantil - a professora Jussara é uma das coordenadoras do 1º segmento do ensino fundamental.

Segundo ela, o livro permite também que a criança se aproprie dos seus elementos, da mesma forma que as crianças videntes.  "Várias partes são removíveis e podem ser usadas de várias formas.  Por ser tridimensional, o livro permite o acesso da criança ao esquema corporal da personagem.  Ele pode segurá-la e colocá-la em várias posicões;  pode também adiantar ou atrasar os ponteiros do relógio e aprender a ler e escrever os numerais em braille, entre outros usos a serem explorados pelo professor em sala de aula", completou. 

Cristina, Sílvia e Jussara serão homenageadas na sessão solene em homenagem aos 164 anos do IBC, que será realizada no próximo dia 17 (segunda-feira que vem), às 10 horas, no Teatro Benjamin Constant.

Fim do conteúdo da página