Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Reabilitação e Educação Infantil realizam solenidades de encerramento
Início do conteúdo da página
Notícias

Reabilitação e Educação Infantil realizam solenidades de encerramento

As duas solenidades foram marcadas pela emoção de professores e alunos.

  • Publicado: Sexta, 08 de Dezembro de 2017, 18h41
  • Última atualização em Sábado, 09 de Dezembro de 2017, 12h44
imagem sem descrição.

 

Todo ano é a mesma coisa: apresentações artísticas, discursos e depoimentos de quem encerrou uma etapa importante da vida.  Mesmo assim, para muita gente - alunos, pais e até professores que estão acostumados aos rituais de encerramento de ano letivo - é difícil conter as lágrimas ao recordar-se das dificuldades e conquistas do ano que acabou.  Esse foi o sentimento mais forte no encerramento tanto das atividades da Reabilitação, quanto da Educação Infantil.

 O diretor-geral do IBC, João Ricardo Melo Figueiredo, participou das duas festas e, em ambas, agradeceu o empenho de todos os profissionais - servidores, funcionários terceirizados, estagiários e voluntários - durante o ano letivo.  Ele também homenageou os pais e familiares por atuarem em parceria com a escola.  "Desejo a todos um feliz Natal e um ano novo em que possamos caminhar mais uma vez juntos.  Quero que vocês saibam que podem contar com o IBC para terem o suporte necessário de que necessitarão no decorrer da vida de seus filhos ", concluiu.

Reabilitação

Para os 33 concluintes da Reabilitação, a solenidade de quinta-feira (7) serviu de rito de passagem para uma nova etapa no processo de reinserção social que começou no momento em que se matricularam como alunos do IBC e prosseguiu durante os dois ou três anos em que passaram a cursar disciplinas como: orientação e mobilidade, atividade da vida diária, leitura e escrita através do Sistema Braille, escrita cursiva, música, cerâmica, educação física, além de capacitação no uso de softwares desenvolvidos especialmente para pessoas com deficiências visuais.  "Eu hoje me sinto mais preparado para enfrentar a vida com a deficiência", disse o concluinte Rock Hudson Bispo da Silva, aluno da Reabilitação por três anos. 

Mesmo concluindo o curso, Rock e seus ex-colegas vão continuar a frequentar o Instituto para participar das atividades musicais do Projeto Ponto de Vista, dos cursos do Núcleo de Capacitação e Empregabilidade (Nucap) e do grupo de convivência, formado por ex-alunos e que costuma se reunir semanalmente para trocar experiências, além do atendimento psicológico.  Já para os que ainda estão no início dessa caminhada, a festa de encerramento foi o ápice do trabalho desenvolvido ao longo do ano, com todos os seus desafios e conquistas.

O Projeto Memórias Afetivas, trabalho realizado ao longo do ano que procurou resgatar as lembranças dos alunos do tempo em que eles ainda enxergavam nas atividades de  música, artes plásticas e informática, foi a base também das apresentações musicais da manhã. O Grupo Musical Ponto de Vista, coordenado pelos professores Denis Martino e Caroline Camargo deu o tom da festa, cantando canções consagradas da MPB que falavam de coisas que fizeram parte do universo dos alunos quando crianças, adolescentes e adultos. 

Ao longo da programação, o  coro de servidores dirigido pelo professor Fernando Guilhon se uniu ao coral de reabilitandos e, por último, os demais alunos da reabilitação se juntaram para cantar a música Tocando em Frente, de Almir Sater.  Em seguida, o aluno Daniel Bernardes tocou no sax a música Memory, do musical Cats, da Brodway.  Ele foi acompanhado da professora Carol no teclado e do colega Alexandre Campelo, no cajon.  

A diretora do Departamento de Pesquisas Médicas e de Reabilitação (DMR), Rosane de Menezes Pereira, encerrou a solenidade agradecendo toda a equipe do DMR e também sendo aplaudida por todos no teatro.  

 

Lição de vida 

WhatsApp Image 2017 12 09 at 11.37.21A professora Hélia Nacif Xavier, doutora em Urbanismo pela UFRJ e ex-secretária de Urbanismo do município do Rio de Janeiro na gestão do prefeito Paulo César Conde, uma das mais novas alunas da reabilitação, deu um depoimento sobre a acolhida que recebeu do Instituto Benjamin Constant e falou sobre a importância do trabalho desenvolvido na instituição em prol das pessoas com deficiência visual, associada ou não a outras deficiências, como é o caso dela, que também é cadeirante.  "Aqui a gente entra e é informada de tudo que vai ver, de tudo que precisaremos fazer para atingir os resultados esperados.  E isso com muito carinho e muita competência", disse. 

Hélia encantou os presentes com o bom humor e o otimismo com que encara os desafios que vêm tentando superar desde que foi diagnosticada, há 10 anos, com um tumor cerebral que primeiro comprometeu sua locomoção e, há seis meses, começou a afetar a visão.   "Quando eu comecei a tentar me revoltar por ter perdido a visão e não poder mais ir ao cinema a fisioterapeuta Cristina me disse: você enxerga.  Você tem a vantagem de enxergar pra dentro.  E é verdade", disse Hélia, que agora se prepara para alcançar novas metas, como cantar no coral do IBC e aprender a surfar através do Programa Praia para Todos, que começa em dezembro no Posto 6, em Copacabana.  "Já comprei até maiô", completou a professora.

 

Os futuros donos do planeta

WhatsApp Image 2017 12 09 at 12.52.00A festa da Educação Infantil foi na sexta-feira (8).  Com o palco enfeitado com flores de papel e uma grande bola verde dependurada no teto, a festa de encerramento da educação infantil levou ao Teatro Benjamin Constant o lema do projeto pedagógico desenvolvido neste ano: SOS - Vamos Salvar o Planeta.  No seu discurso, a coordenadora Adriana Maia falou sobre a responsabilidade de cada um na mudança, para melhor, do mundo em que vivemos.  "Essa mudança tem começar já, em casa, na escola, e só depende de nós mesmos.  Como diz a canção de Geraldo Vandré, quem sabe faz a hora e não espera acontecer.  Logo, vamos todos fazer acontecer".  

Os pais e responsáveis subiram ao palco para cantar junto com os filhos acompanhados pelo violão do professor Fernando Guilhon e pelo acordeon da professora Joana de Cássia Santos. Com instrumentos de percussão feitos de latas, eles cantaram a música Ora Bolas, do grupo Palavra Cantada.  

O momento mais aguardados foi a formatura dos nove concluintes da educação infantil que no ano que vem passarão a cursar o ensino fundamental no IBC.  Os alunos Alice Corrêa, Cauã Gabriel Almeida, Levi Queiroz, Nicole Rodrigues, Pedro Henrique de Oliveira e Pedro Henrique Lopes Nascimento, que participaram da solenidade, receberam o tradicional canudo  e uma muda de planta como lembrança dos conteúdos trabalhados durante o ano das mãos das professoras que os acompanharam nesta primeira etapa de escolarização.  Os  alunos Ana Júlia, Enzo, Ágata e Cauã Benício, que ainda vão permanecer na educação infantil, também receberam o presente e posaram para a tradicional foto com os pais e professoras.  

O diretor do Departamento de Educação, Paulo Augusto da Costa Rodrigues, parabenizou as crianças, o esforço dos pais, a equipe do DED, desejando a todos um Feliz Natal.

Para encerrar, todos se uniram para cantar a música Marcas do que se foi, do músico Luís Otávio de Melo Carvalho, o Tavito.  Do teatro, eles seguiram para a sala da educação infantil para um lanche de confraternização. 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página