Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > IBC recebe visita de professores do município de Cantagalo
Início do conteúdo da página
Notícias

IBC recebe visita de professores do município de Cantagalo

A visita marcou o encerramento da capacitação oferecida neste ano pelo IBC, para  formação de multiplicadores de educação inclusiva na área da deficiência visual.

  • Publicado: Sexta, 06 de Outubro de 2017, 16h47
  • Última atualização em Sexta, 06 de Outubro de 2017, 17h06
Descrição da foto: três mulheres segurando um grande livro de capa azul cada uma, posam para foto ao lado de um homem.
A secretária municipal de Educação de Cantagalo, Carla Guimarães, a professora Meire Lane Vianna e a diretora do polo do Cederj em Cantagalo, Leila da Silveira Leite, receberam o livro comemorativo dos 150 anos do Instituto Benjamin Constant.

 A formação faz parte do Projeto Ampliando a Nossa Visão, desenvolvido há três anos pelo IBC, em parceria com a Secretaria de Educação do Município e o Cederj, consórcio de universidades públicas à distância do Rio de Janeiro. 

De acordo com uma das idealizadoras do projeto, a professora Meire Lane da Costa Vianna, a ideia do projeto surgiu há três anos, a partir de uma palestra dada em Cantagalo pelo professor João Ricardo Melo Figueiredo, diretor do IBC. " A partir da primeira palestra começamos a promover outras, durante dois anos.  Até que, no ano passado, decidimos proporcionar uma formação mais sólida na área da deficiência visual pra melhor atender esse público, cada vez mais presente nas escolas, ainda muito despreparadas para recebê-los", explicou a professora, que também é avó de um adolescente cego que, por não encontrar condições de estudar na região e teve que voltar para o Instituto Benjamin Constant, onde estudava antes de se mudar para Cantagalo. 

A capacitação oferecida pelo projeto é composta por quatro cursos,  cada qual com 40 horas/aula: Soroban, Sistema Braille de leitura, Orientação e Mobilidade e Informática para a área da deficiência visual.  Os 17 professores que fizeram parte da primeira turma de multiplicadores,  receberam hoje (6) os certificados de conclusão das mãos do diretor-geral do IBC.

Para a professora Sônia da Silva, a formação foi "um divisor de águas" para ela.  "Eu já passei pela angústia de receber uma criança com deficiência visual na minha turma sem ter a menor capacidade de atendê-la.   Agora estou muito menos angustiada por saber como lidar melhor com esse público e também o que tenho que fazer daqui para a frente para aprimorar essa formação", disse.

Apenas uma professora do grupo já conhecia o IBC.  Para os demais alunos, a  visita  fechou com chave de ouro um ano de muito trabalho e estudo.  "Eu estou encantada.  Não fazia ideia que aqui, no Rio de Janeiro, existia uma instituição como essa, com um trabalho tão importante nessa área há tanto tempo", comentou a professora Jeane Braga, que atua na educação infantil.

Além dos concluintes da formação, participaram da visita a secretária de Educação de Cantagalo, Carla Guimarães; a supervisora da mesma secretaria, Magali Marques, e a diretora do Polo de Educação do Cederj, Leila da Silveira Leite. Tanto a secretária de Educação quanto a representante do Cederj agradeceram o diretor-geral do IBC pela realização do curso e disseram estar dispostas a fazer o necessário para fortalecer cada vez mais os laços com a Instituição, com o objetivo de criar  um pólo de capacitação de professores no ensino de pessoas com cegueira e baixa visão que poderá atender não só aos municípios do Vale do Paraíba, como também àqueles que fazem limite com o estado de Minas Gerais.   

O professor João Ricardo também disse que a Instituição está de portas abertas para acolher iniciativas como essa de Cantagalo.  "Temos que investir cada vez mais em novos cursos nessa área.  Esse é o nosso papel enquanto instituição especializada na área da deficiência visual", concluiu o diretor do IBC.

registrado em:
Fim do conteúdo da página