Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cursos de extensão > O Ensino de Geografia na Área da Deficiência Visual
Início do conteúdo da página

O Ensino de Geografia na Área da Deficiência Visual

Publicado: Quarta, 14 de Setembro de 2016, 14h41 | Última atualização em Quinta, 06 de Julho de 2017, 09h36 | Acessos: 582

Público: Professores ou graduandos de Geografia; pedagogos ou graduandos de Pedagogia; professores que atuam no primeiro segmento do Ensino Fundamental, no Atendimento Educacional Especializado (AEE), Salas de Recursos Multifuncionais ou na área da deficiência visual.

Ementa: Recursos didáticos e metodologia para o ensino de Geografia para alunos com deficiência visual. Produção de material e cartografia tátil. Adaptação de livros didáticos e paradidáticos para o Sistema Braille.

Carga horária total: 24 horas/aula.

Pré-requisitos: Não há

Nº de vagas: 20.

Período do curso: de 16 a 18/10/2017.

Horário: de 8 h às 17 h.

Período de pré-inscrição: de 10/07 a 11/08/2017.

Documentos obrigatórios: 
Ficha de Pré-Inscrição preenchida na íntegra
Documento de identidade
Certificado de conclusão de licenciatura em Geografia ou Pedagogia; ou declaração de matrícula no curso de graduação em Geografia ou Pedagogia emitida pela instituição de ensino; ou declaração da escola de que atua no primeiro segmento do Ensino Fundamental no AEE, sala de recursos ou na área da deficiência visual.
Foto 3x 4 (trazer no dia de aula – para o crachá)

Leitura obrigatória: Orientações gerais para pré-inscrição nos cursos e outras informações importantes

Para certificação:  frequência mínima de 80% e entrega à DCRH da avaliação de reação/satisfação preenchida.

Professores: Luciana Maria Santos de Arruda e Robson Lopes de Freitas Junior.

Breve currículo:
Luciana Maria Santos de Arruda - Mestre em Geografia na Universidade Federal de Uberlândia, pós-graduada em Gestão e Controle Ambiental pela Gama Filho, com Curso de Especialização Saberes e Práticas na Educação Básica de Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, licenciada em Geografia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)/Faculdade de Formação de Professores. Trabalha há 15 anos com educação especial, tendo atuado como professora substituta no Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) em 2001 e 2002. É professora de Geografia do Instituto Benjamin Constant (IBC) desde 2006. Também presta consultoria na Divisão de Pesquisa e Produção de Material Especializado (DPME) do IBC na produção de mapas táteis e colabora na adaptação de livros didáticos de Geografia para serem distribuídos para rede regular de ensino, sendo também audiodescritora.

Robson Lopes de Freitas Junior - Doutorando em Geografia (UERJ), mestre em Geomatica (UERJ), especialista em Gestão Ambiental (UFRJ) e graduado em Geografia (UFF). Possui experiência na área de cartografia, geotecnologias e ensino de Geografia. Atualmente é professor do Instituto Benjamin Constant com destaque para a docência de Geografia para alunos com deficiência visual, produção de material didático e elaboração de mapas táteis. 

Programa: 
Panorama histórico e atual do Instituto Benjamin Constant (IBC);
Visita guiada ao IBC. 
Materiais didáticos utilizados por alunos com deficiência visual;
Materiais didáticos adaptados; 
Cartografia tátil; 
Metodologia para elaboração de mapas táteis; 
Adaptação de livros didáticos e paradidáticos de geografia para o Sistema Braille.

Metodologia: aulas teóricas e práticas

Avaliação: não há.

Bibliografia: 
ALMEIDA, R. D. Do Desenho ao Mapa: iniciação cartográfica na escola. Ed. Contexto. São Paulo, 2001.

ARRUDA, L. M. S. O ensino de Geografia para alunos com deficiência visual: novas metodologias para abordar o conceito de paisagem. Dissertação de mestrado. Uberlândia, 2014. 

Barbosa, Paula Marcia et. al. INCLUSÃO ESCOLAR: O SISTEMA BRAILLE NA ADAPTAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS E PARADIDÁTICOS. Disponível em http://www.cap.uerj.br/site/images/stories/noticias/18-barbosa_et_al.pdf 

FREITAS, M. I. C. e VENTORINI, S. E. Pesquisa e perspectiva na Alfabetização Cartográfica de Alunos Cegos e com Visão Subnormal, X Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, Rio de Janeiro, 2003. Disponível em http://geografia.igeo.uerj.br/xsbgfa/cdrom/eixo2/2.2/323/323.htm.

SENA, C. C. R. G. e CARMO, W. R. Uso de Maquetes no Ensino de Conceitos de Geografia Física para Deficientes Visuais. Anais do XI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada, São Paulo, 2005.

VASCONCELLOS, R., TARIFA, J. R. A cartografia tátil e o deficiente visual: uma avaliação das etapas de produção e uso do mapa. São Paulo, l993, 269p.

VENTORINI, S. E.; A Experiência como fator determinante na representação espacial do deficiente visual. 142p. Dissertação (Mestrado em Geografia). Instituto de Geociências e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, 2007. 

 

Fim do conteúdo da página