Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cursos de extensão > Aspectos Educacionais na Surdocegueira – Turma 2
Início do conteúdo da página

Aspectos Educacionais na Surdocegueira – Turma 2

Publicado: Quarta, 14 de Setembro de 2016, 10h32 | Última atualização em Quinta, 22 de Junho de 2017, 09h05 | Acessos: 1319

Público: Profissionais das áreas de Educação e Saúde e outros profissionais, com graduação completa e interesse na área.

Ementa: Conceituação e classificação da surdocegueira; seus fundamentos teóricos; apresentação dos aspectos básicos do trabalho educacional na área.

Carga horária total: 40 horas/aula

Pré-requisitos: não há

Nº de vagas: 25

Período do curso: de 02 a 06/10/2017.

Horário: de segunda a quinta-feira das 8 h às 17 h e sexta-feira das 8 h às 11:30 h. 

Período de pré-inscrição: de 03/07 a 04/08/2017.

Documentos obrigatórios: 
Ficha de Pré-Inscrição preenchida na íntegra
Documento de identidade
Certificado de conclusão de curso nas áreas da Educação e da Saúde ou demais áreas;
Foto 3 x 4 recente (apresentar no 1º dia de aula)

Leitura obrigatória: Orientações gerais para pré-inscrição nos cursos e outras informações importantes

Para certificação: frequência mínima de 80% e entrega à DCRH da avaliação de reação/satisfação preenchida.

Professora: Márcia Noronha de Mello.

Breve currículo: Mestre em Educação pela Universidade Estácio de Sá (UNESA). Especialização em Saúde Mental da Infância e da Adolescência pela Santa Casa de Misericórdia (CESANTA). Graduada em História pela Universidade Santa Úrsula (USU). Professora e pesquisadora na área de Surdocegueira pelo Centro de Estudos e Pesquisas da Divisão de Pesquisa, Documentação e Informação do Instituto Benjamin Constant (IBC).

Programa:
1. Estado da arte das pesquisas na área, conceito e classificação.
1.1 – Características gerais da surdocegueira congênita.
1.2 – Características gerais da surdocegueira adquirida.
2. Principais causas e implicações da surdocegueira.
2.1 – Etiologias e associações mais comuns.
2.2 – A Síndrome de Usher e a Retinose Pigmentar – predominância, características e formas de comunicação mais comuns. 
2.3 – Implicações da surdocegueira na infância, adolescência, vida adulta e terceira idade.
2.4 - O papel das tecnologias assistivas na educação e acessibilidade da pessoa com surdocegueira.
3. Técnicas e possibilidades educacionais do surdocego congênito: fundamentos teóricos e metodológicos.
4. Técnicas e possibilidades educacionais do surdocego adquirido: fundamentos teóricos e metodológicos.
5. Saúde mental e qualidade de vida na surdocegueira.
5.1 - Atividades de vida diária: a importância da autonomia.
5.2 - Orientação e mobilidade: guia-interpretação - o que é, a quem se destina, a formação profissional do guia-intérprete.
6. - A família, a escola, a sociedade e a surdocegueira.
6.1 – O papel da família na educação da criança com surdocegueira congênita.
6.2 – O papel da família na convivência com a pessoa com surdocegueira adquirida.
6.3 – A escola como espaço de inclusão educacional e social da criança com surdocegueira. Surdocegos chegam à universidade.
6.4 A importância do estabelecimento de políticas públicas que atendam essa população. 
OBS: A ordem dos conteúdos e as vivências poderão ser alteradas de acordo com a dinâmica das turmas.

Metodologia do curso: aulas teóricas e práticas.

Avaliação: não há.

Bibliografia:
CADER-NASCIMENTO, Fatima Ali Abdalah Abdel. Descobrindo a surdocegueira: educação e comunicação. São Carlos, SP: EDUFSCar, 2005. 78p. Bibliografia: p. [69]-78. ISBN 85-76000512.

MASINI, Elcie F. Salzano (Org.). Do sentido, pelos sentidos, para o sentido: sentidos das pessoas com deficiência sensorial. Niterói: Hipertexto; São Paulo: Vetor, 2002. 304p.

________. Educação e alteridade: deficiências sensoriais, surdocegueira, deficiências múltiplas. São Paulo: Vetor, 2011.

 

Fim do conteúdo da página