Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Cursos de extensão > Alfabetização através do Sistema Braille – Turma 1
Início do conteúdo da página

Alfabetização através do Sistema Braille – Turma 1

Publicado: Segunda, 12 de Setembro de 2016, 09h59 | Última atualização em Quinta, 22 de Junho de 2017, 08h35 | Acessos: 860

Público: Professores e acadêmicos da área da Educação.

Ementa: Aspectos importantes que influem na aprendizagem da criança com deficiência visual. Pré-requisitos para alfabetização no Sistema Braille. Avaliação diagnóstica de habilidades requeridas para a aprendizagem da escrita e da leitura em braille. Alguns princípios básicos que orientam a prática pedagógica de um programa de alfabetização. Métodos utilizados no processo de alfabetização em braille. Transcrição e/ou adaptação de textos e de atividades do sistema comum para o Sistema Braille. Utilização de cartilhas padronizadas e de textos produzidos em sala de aula no processo de alfabetização. Avaliação do processo ensino-aprendizagem durante a alfabetização.

Carga horária total: 40 horas/aula

Pré-requisitos: não há 

Nº de vagas: 25

Período do curso: de 02 a 06/01/2017.

Horário: de segunda a quinta-feira das 8 h às 17 h e sexta-feira das 8 h às 11:30 h. 

Período de pré-inscrição: de 03/10 a 04/11/2016.

Documentos obrigatórios: 
Ficha de Pré-Inscrição preenchida na íntegra.
Documento de identidade
Certificado de conclusão de curso na área da Educação ou declaração da Instituição de que é aluno regularmente matriculado em curso desta área 
Certificado de conclusão de um curso de técnicas de leitura e escrita no Sistema Braille
Foto 3 x 4 recente (apresentar no 1º dia de aula)

Leitura obrigatória: Orientações gerais para pré-inscrição nos cursos e outras informações importantes

Para certificação: frequência mínima de 80%

Professora: Maria da Gloria de Souza Almeida

Breve currículo: Doutoranda e Mestre em Estudos de Literatura pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio). Especialização em Deficiência Visual e com Especialização em Alfabetização, pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Graduação em Letras: Português/Literaturas e Espanhol/Literaturas, ambas pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professora regente das classes de alfabetização do Instituto Benjamin Constant (IBC) por 16 anos; professora dos cursos de qualificação na cadeira de Alfabetização no Sistema Braille desde 1994 e professora regente de Língua Portuguesa desde 1987; Chefe de Gabinete da Direção-Geral do IBC de 2003 a 2014. Atualmente é Assessora da Direção-Geral do IBC. Possui as seguintes publicações: Cartilha Primeiros Passos, Letras e idéias (análise de textos), Coletânea completa de lições de gramática do 6º ao 9º ano e Coletânea de apostilas e textos sobre alfabetização.

Programa:
Unidade 1: Introdução à educação da criança cega
Inclusão e cidadania
Educação e deficiência visual
Fundamentos da alfabetização: uma construção sobre quatro pilares

Unidade 2: Princípios da educação da criança cega e período de desenvolvimento global
Princípios da educação da pessoa com deficiência 
Período de desenvolvimento global
Guia teórico para alfabetização em Braille

Unidade 3: Fundamentos da pré-leitura e pré-escrita
Dedinho sabido (orientação metodológica)
Cadernos de pré-leitura do Sistema Braille (orientação metodológica)
A cela simulada
Métodos de ensino

Unidade 4: A literatura na sala de aula
A literatura na sala de aula
Projeto aplicado à literatura infantil

Unidade 5: Recursos pedagógicos utilizados no processo de alfabetização da criança cega

Estratégia:
Trabalho de grupo – adaptação de textos e cartilhas para o braille.
Trabalho individualizado – fichas de observação, leituras.
Aulas teóricas e práticas com demonstração de material especializado.

Metodologia: aulas teóricas e atividades práticas.

Avaliação: não há.

Bibliografia: 

1. BARRAGA, Natalie. Disminuidos visuales y aprendizaje. Espanha: Fundação Once, 1985.
2. CHARLES, C. M. Piaget ao alcance dos professores. Tradução Ingeborg Strake. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1975.
3. COSTA LINS, M.J.S. A Estruturação da inteligência do pré-escolar segundo Piaget. Rio de Janeiro: Anima, 1984.
4. FERNÁNDEZ, Alicia. A Inteligência aprisionada. Tradução Iara Rodrigues. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.
5. FRAIBERG, S. Insight from the blind Library of Congress. Washington, 1972.
6. FREIRE, Paulo. Educação e mudança. Tradução de Moacir Gadotti e Lilian Lopes Martin. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. (Coleção Educação e Comunicação, 1).
7. HALLIDAY, Carol. Crescimento, aprendizagem e desenvolvimento da criança visualmente incapacitada do nascimento à idade escolar. São Paulo: Fundação para o Livro do Cego no Brasil, 1975.
8. LEMLE, Miriam. Guia Teórico do Alfabetizador. São Paulo: Ática, 1990.
9. LOWENFELD, B. Our blind children. Illinois: Charles Thomas Publishers, 1964.
10. LURIA, A.R. Desenvolvimento Cognitivo. São Paulo: Ícone, 1990.
11. PIAGET, Jean. A Formação do Símbolo na Criança: imitação, jogo e sonho, imagem e representação. Tradução Álvaro Cabral e Christiano Monteiro Oiticica. Rio de Janeiro: Zahar, 1971.
12. PIAGET, Jean. A Linguagem e o Pensamento da Criança. Rio de Janeiro, 1. ed. Edição Brasileira, abril, 1959. Tradução Manuel Campos, 4ª Edição, Paris, 1956.
13. PIAGET, Jean. Seis Estudos de Psicologia. Rio de Janeiro: Forense, 1973.
14. VYGOTSKY, L.S. Pensamento e Linguagem. Tradução de Jefferson Luiz Camargo. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

 

Fim do conteúdo da página