Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Alunos vivenciam o universo de sons da música

Com a plateia cheia no Auditório Maestro Gurgulino, a música teve um pouco de sua história contada através da guitarra, violão e piano.

  • Publicado: Quinta, 13 de Setembro de 2018, 22h14
  • Última atualização em Segunda, 17 de Setembro de 2018, 08h54
  • Acessos: 989

 Hoje (13) pela manhã, sons de guitarra ecoaram pelos corredores do Instituto Benjamin Constant (IBC). O motivo foi a presença do guitarrista Augusto Licks, ex-integrante da banda Engenheiros do Hawaii, que veio compartilhar com os alunos um pouco sobre a história da guitarra, seus efeitos e sons no evento "Guitarra - universo de sons".

Em 2015, Augusto esteve pela primeira vez no Instituto ao ser convidado para proferir sua palestra interativa. Lembra que, na ocasião, além de ter tido sua maior plateia nessa atividade, conheceu a aluna Laís Manhães Barcelos que chamou sua atenção ao tocar a melodia da música “Pra ser sincero” (Engenheiros do Hawaii) no piano. Para ele, “é uma grande felicidade voltar aqui depois de três anos e reencontrar várias pessoas que estiveram naquele momento marcante”. Nesta vinda, um projeto antigo da professora de música do IBC, Márcia Ogando, se concretizou quando o músico fez a proposta de apresentar o universo dos sons da guitarra aos alunos do Instituto.

 

Augusto Licks com a plateia contando a história do violão e da guitarra

O violão também teve espaço no bate-papo com Augusto, que explicou como a natureza harmônica, melódica, rítmica e portátil popularizou este instrumento já desde o início de sua história e que foi a partir dele que foi possível a criação da guitarra. Para envolver os alunos em toda sua explicação, o guitarrista apresentava com o som de músicas conhecidas cada instrumento ou efeito que comentava, fazendo a plateia identificar e/ou reconhecer cada um.

Uma curiosidade interessante compartilhada pelo músico é que, no Brasil, chamamos de guitarra a guitarra elétrica. Mas no mundo inteiro, o violão é conhecido como guitarra.

Ao final do bate-papo, foram apresentadas algumas músicas tocadas na guitarra por Augusto e no piano pela aluna Laís Barcelos, simultaneamente, sendo ovacionados pela plateia animada e demonstrando que a música possibilita criar parcerias instrumentais onde cada instrumento é único com seu som.   

Laís Barcelos tocando pianoLaís, que é participante assídua das edições do Show de Talentos do IBC, revelou que o motivo de ter aceitado o convite para participar deste momento é a vontade de ajudar as pessoas a tocar instrumentos musicais. Quando entrou no Instituto, não sabia nada sobre piano, mas teve a oportunidade de aprender e, depois que aprendeu, se aprofundou tanto na música que hoje também canta e toca outros instrumentos. Conta que se considera uma quase multi-instrumentista, mas o que mais gosta mesmo é do piano.

 

 

 

Alunos experimentando guitarra e efeitos com pedal

Alunos experimentando guitarra e efeitos com pedal

Alunos experimentando guitarra e os efeitos com pedal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Antes de encerrar o evento, a professora Márcia convidou os alunos para que um a um pudesse, pessoalmente, experimentar as cordas e os sons da guitarra, assim como cada efeito sonoro que o pedais poderiam proporcionar. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página