Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Notícias

Abertas as inscrições para o próximo colóquio Múltiplos Olhares sobre a Surdocegueira

O tema deste ano será a Síndrome de Usher.
  • Publicado: Segunda, 13 de Novembro de 2017, 14h19
  • Última atualização em Terça, 14 de Novembro de 2017, 09h39
  • Acessos: 398
 
Evento será no dia 28 deste mês, das 13h às 17h, no Teatro Benjamin Constant. Os interessados em participar têm até o dia do evento para se inscreverem pela internet.  Basta clicar aqui. 
 
O Colóquio, realizado anualmente, é uma iniciativa conjunta do Grupo Estudos e Pesquisas na Surdocegueira (GPESC) e do Grupo de Pesquisa em Tecnologias Educacionais e Tecnologia Assistiva na Deficiência Visual, Surdocegueira e Deficiência Múltipla (GPTec).  Ambos os grupos são vinculados ao Centro de Estudos e Pesquisa da Divisão de Pesquisa, Documentação e Informação (DDI) do Departamento Técnico-Especializado do Instituto Benjamin Constant (DTE).
 
A síndrome de Usher é uma doença genética que causa surdez e cegueira. Trata-se de uma retinite pigmentosa de carácter progressivo, combinada com deficiências auditivas graves de natureza congênita.  A doença afeta uma em cada cem mil pessoas no mundo, atingindo  homens e mulheres na mesma proporção. 
 
No colóquio, serão discutidos aspectos educacionais, os suportes tecnológicos acessíveis para esse grupo bem como as mediações necessárias para a inclusão educacional dessas pessoas e as políticas públicas em andamento para atender a esta população. 
 
Especialistas convidadas:
 

1 - Shirley Maia - pedagoga pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (1983) ,  com mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2004) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (29.08. 2011). Diretora Educacional e sócia fundadora da Associação Educacional Para Múltipla Deficiência (AHIMSA) e presidente do Grupo Brasil de Apoio ao Surdocego e ao Múltiplo Deficiente Sensorial. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Especial. 

2 - Lara Gontijo de Castro Souza - graduada em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2014). É representante regional da Associação Brasileira de Surdocegos. Trabalha como Educadora Social na Feneis. Tem experiência na área de Engenharia de Software e em acessibilidade e inclusão, especialmente nas áreas de surdocegueira, Língua Brasileira de Sinais, comunicação alternativa e tecnologia assistiva.

3 - Karine Vieira da Rocha - graduada no Curso Bilíngue de Pedagogia do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), onde trabalha como técnica administrativa tradutora e intérprete de Libras, possui  pós-graduação latu sensu em Educação de Surdos. Também atua como guia-intérprete da Pastoral dos Surdos na Arquidiocese do Rio de Janeiro. 
 
 
Para mais informações, ligar para (021) 3478-4517.
registrado em:
Fim do conteúdo da página